EVENTO DE INOVAÇÃO NA GESTÃO: MIX MASH UP 2014 – GARY HAMEL – NYC
dez./2014 Germán | Ideias Inspiradoras
MixMashUp2014

Os nodais tivemos a oportunidade de participar do Mix Mash Up 2014 em Nova York no final do mês passado; evento promovido por Gary Hamel que reune pessoas interessadas em inovar na gestão. Neste link (MixMashUp.org)  vocês podem ver em detalhe a agenda completa do evento e navegar por parte do conteúdo.

O que eu mais gostei do evento foi (em ordem cronológica):

 

1. GARY HAMEL: ele tem uma energia incrível e contagiante, e está genuinamente interessado em melhorar a gestão das organizações. A organização que criou, o Management Innovation eXchange, se propõe a ser “an open innovation initiative aimed at reinventing management for the 21st century.”

Ele esteve presente em corpo e alma durante todo o evento, realizou várias intervenções e no final da conferência na parte denominada “The Soul of Management” fechou com a palestra: Love is the Killer App.

Nota 10!

 

2. MÁRIO E O CASO VAGAS:  o modelo de gestão radicalmente horizontal adoptado na VAGAS onde não há chefes, nem metas e todas as decisões são tomadas em consenso, recebeu o merecidíssimo prêmio do “The Unlimited Human Potential Challenge” e o fundador Mário Kaphan apresentou o caso em pessoa. O Mário foi muito elogiado por mostrar, com brilho no olho, que na pratica é possível sim repensar a forma como fazemos gestão nas nossas empresas.

Aqui podem ver o caso em inglês: http://shar.es/13stlt Por favor, copiem!!!

 

3. HOLOCRACIA NA ZAPPOS: o fundador da Zappos um dia estava se questionando como a empresa poderia ser sempre inovadora. Como manter esse espirito de empresa jovem que está sempre indo atrás do novo, do fazer diferente? Em outras palavras, como poderia a Zappos ser mais como uma cidade? As cidades são espaços onde pessoas de diferentes origens e estilos se encontram para criar coisas novas de valor, continuamente.

Depois de pesquisar por algum tempo, eles encontraram o modelo apresentado pela Holocracy.org onde o poder é distribuído entre todos e decidiram adoptar para toda a empresa.

O que mais gostei do caso é da sinceridade com que o John Bunch contava que o objetivo final deles não é holocracia, mas inovação e fazer uma gestão diferente baseada nos valores deles. Se isso significa seguir a cartilha da holocracia no pé da letra, então vão fazer, mas também vão estar abertos a possíveis adaptações que façam mais sentido para eles.

Ele também comentava que o “sistema operacional” era a holocracia e cultura da Zappos, mas que existiam uma série de “aplicativos”, que era ao nome das praticas de gestão deles como orçamento, avaliação de desempenho, remuneração variável, etc. que eles ainda estavam ajustando para ser coerentes com o modelo. Ou seja, trata-se de um processo em construção e simplesmente porque todas as praticas de gestão ainda não estão 100% alinhadas com o novo modelo de gestão, não significa que não vão em frente. Eles têm consciência que durante algum tempo terão que “viver em dois mundos”: um das praticas de gestão antigas, e o outro baseado nos conceitos da holocracia.

Um caso inspirador!!

 

4. ORGANIZAÇÕES MAIS HUMANAS POR FREDERIC LALOUX: este simpático belga foi uma bela surpresa/ descoberta do evento. O Frederic pesquisou empresas que vem implementando modelos de gestão menos burocráticos que colocam o ser humano em primeiro lugar, e com base neste trabalho publicou o livro “Reinventing Management” que você pode baixar do site dele e pagar quanto você quiser.

Trata-se de um livro bem interessante porque ele se propõe a ser prático e não simplesmente inspirador. Ele lista diferentes formatos de estruturas organizacionais, processos chave para implementar a gestão sem chefes, praticas de RH que devem ser questionadas (ou pelo menos adaptadas), etc. tudo para colocar a pessoa (o humano) no centro da empresa.

A palestra dele foi muito boa e inspiradora, mas mais do que isso, ele esteve realmente presente durante todo o evento, contribuindo em diversas ocasiões.

Vocês tem que conhecer o Frederic!

 

 

E vou parar por aqui porque acabei de perceber que ainda nem escrevi sobre duas das apresentações que mais me impactaram durante todo o evento: Jay Simons o Presidente da Atlassian e Alana Krausse cofundadora da Loomio. Dois exemplos que merecem seu próprio post….

Um comentário a EVENTO DE INOVAÇÃO NA GESTÃO: MIX MASH UP 2014 – GARY HAMEL – NYC

  1. Sonia disse:

    Se era para deixar gostinho de quero mais, conseguiu!!
    To esperando ansiosa os posts exclusivos sobre Atlassian e Loomio 😉

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *