O Estrategista e o Jardineiro
out./2013 Saulo | Coisas da Nodal, Estrategiando, Ideias Inspiradoras

Por vezes me sinto assim…Talvez porque adore os dois temas, que apesar de aparentemente desconexos tem tudo a ver.  Quando pensamos em estratégia pensamos na maior parte das vezes com o modelo mental de estratégias planejadas e não emergentes.  Mas sabemos que a estratégia realizada é a soma da estratégia planejada, aquelas não executadas e  as emergentes, como consagrou Mintzberg.

Nós temos falado com certa frequência aqui no Blog sobre estratégias emergentes.  Inclusive, já explicamos aqui o modelo que desenvolvemos para contemplá-las melhor no processo de planejamento e gestão da estratégia (vide post  ESTRATÉGIAS EMERGENTES E O NOSSO MODELO PARA LIDAR COM ELAS).

Mas, como as estratégias emergem?

Estratégias emergem das mais diversas maneiras:  de baixo para cima,  ao contrário do pensamento tradicional, de fora para dentro,  a partir da interação com clientes, parceiros ou mesmo movimentos da concorrência,  a partir de tentativas e erros, da intuição, de movimentos regulatórios e de tantas outras maneiras.

Enfim, na prática, na maior parte das vezes, estratégias crescem o tempo todo, de forma espontânea, esparsa, quase aleatória… como plantas em um jardim e não apenas em processos formais de planejamento.

Olhando por essa perspectiva que percebemos o  papel do líder ou estrategista como o de um jardineiro, que se preocupa em cuidar da terra, adubar, podar as ervas daninhas, aquelas estratégias que não cabem no jardim, e cuidar das boas estratégias que podem fazer a diferença no futuro.   Nesse sentido, mais do que apontar caminhos, o papel do estrategista é cuidar do ambiente para que esse possa ser fértil e boas estratégias possam emergir.

Esses dias estive facilitando um workshop em um cliente que tenho tido a oportunidade e privilegio de acompanhar. Dessa vez, foi um evento de realinhamento estratégico após dois anos do último ciclo formal de planejamento. O mais incrível foi perceber na prática que sua trajetória, por sinal fantástica de crescimento, contou com uma série de estratégias planejadas e muito bem executadas,  algumas não realizadas por não fazerem mais sentido ou simplesmente por não termos conseguido  “combinar com os russos” e outras tantas emergentes que tratamos de acolher, filtrar e selecionar por seu potencial de gerar valor e contribuir para o negócio e sua visão de futuro.

Me senti como o Seu Lorival que por vezes visita minha casa para me ajudar com o jardim que tanto gosto de cuidar, mas que de vez em quando de fato requer um olhar externo e uma mãozinha.

Agradeço ao Seu Lorival por me ajudar com o meu jardim e aos estimados clientes por me permitirem ajudar com os seus. É maravilhoso poder acompanhar o crescimento das plantas e a beleza do jardim.

foto jardim

 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *