Education Revolution – A jornada!
out./2012 Saulo | Coisas da Nodal

Caros colegas do blog,

Acabo de voltar da Education Revolution, uma jornada de duas semanas, explorando algumas das mais inovadoras escolas, de graduação e pós, da atualidade.  Foi inspirador mergulhar em outros modelos de aprendizagem e ver que é possível sim, fazer diferente.

Primeiro, passamos alguns dias na Team Academy, na unidade de Mondragon.  Venerada por Peter Senge, essa escola original da Finlândia, há mais de 20 anos forma jovens empreendedores no aprender fazendo. Já no primeiro ano, os Pinguins, como são chamados os calouros, são divididos em equipes e formam uma empresa, dão um apelido para ela e começam a desenvolver negócios. A escola diz que não tem alunos, e sim jovens empreendedores, não tem professores e sim coaches, não há aulas e sim sessões de diálogos. Além disso, assim como na Kaos Pilot, todos os alunos devem passar por uma temporada trabalhando em alguma outra parte do mundo para aprender a lidar com diferentes contextos.

Abaixo foto de parte da sala de aula, ou melhor, sala dos times de empreendedores e suas empresas:

IMG_0155

Caminhando pela sala encontrei em uma das paredes esse flipchart, com alguns aspectos de liderança dos quais compartilho muito:

IMG_0146

Depois embarcamos para um mergulho na KaosPilot, que fica em Aarhus, uma linda e charmosa cidade na Dinamarca. Adorei a escola, muito inspiradora, tivemos oportunidade de conviver com os alunos do primeiro, segundo e terceiro ano, todos desenvolvendo projetos reais…a turma do primeiro ano estava ajudando a construir o festival cultural da cidade.

IMG_0254
Logo na entrada da escola chama atenção, a escada com foto de cada um dos alunos. São os próprios que, no segundo ano, ajudam a selecionar os candidatos que entrarão na escola. Aliás, no primeiro dia de aula os estudantes são recepcionados por todos os veteranos e membros do staff, cada um recebe sua chave da escola, e um cartão de visitas com seu nome e o nome da escola, para que possam ir buscar projetos. Lá tivemos aula de liderança criativa e até praticamos Creative Aikido.

Fiquei fascinado pelos princípios da escola, muito similares ao que praticamos na Nodal, eles ficam expostos num placar no hall da escola:

IMG_0268

Para fechar a viagem, passamos alguns dias na Shumacher College. Bem, como descreve-la? Mais que uma escola…passar por Shumacher é uma experiência de vida, estudar numa casa medieval cercada de bosques, viver em comunidade, cuidar da limpeza, da comida, o trabalho em conjunto, enfim aqueles que já tiveram a oportunidade de passar por lá sabem o que estou falando e podem ajudar a compartilhar o sentimento…

IMG_0430

Lá tivemos oportunidade de ter aula de ciência com o Dr. Stephan Harding, enquanto caminhávamos pelos bosques de Dartington na chuva…foi marcante!

Caminhamos por quilômetros, numa viajem deliciosa pelo desenvolvimento do planeta. Cada um de nossos passos representava cerca de 400 mil anos, a cada marco importante parávamos, e explorávamos o que estava acontecendo naquele momento, as inovações que foram ocorrendo na construção do que entendemos por natureza…no final saímos todos sensibilizados com o tamanho do impacto que estamos provocando no planeta e de nossa responsabilidade para com ele.

Para terminar a jornada, ainda rolou muito violão, gaita e batuque na última noite na escola, festa e despedidas. Já no caminho de volta, fizemos uma parada estratégica, no cenário milenar do Stonehange, para reflexão e êxtase final.

IMG_0446
Agradeço ao colegas Mark, Henrique e Gravina que fizeram um trabalho fantástico para tornar essa viagem possível, além dos colegas de aventura: Marcelo, Mariah, Julio, Aline, Daniel, Andressa, Felipe, Mauricio, Andrea e Lis.

Por falar nisso, se quiserem saber mais sobre a viagem a Lis fez um trabalho muito melhor do que o meu no blog dela, contando vários detalhes da viagem: http://learnhcd.com/blog

Um abraço a todos,
Saulo

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *