Série de Artigos Sobre Estratégia – Parte 2
jun./2008 Luís | Estrategiando

Na postagem anterior foi traçado um histórico do conceito de estratégia e foram apresentadas 5 definições possíveis para o conceito. Essas diferentes compreensões resultam em 10 diferentes escolas de pensamento estratégico, que serão descritas a seguir.

Por que é relevante conhecer as Escolas ?
-Porque ao conhecê-las você entenderá melhor um processo de planejamento estratégico,
-Porque caso necessite propor uma abordagem diferenciada em sua empresa você terá noção de outras possibilidades
-Porque é importante entender que estratégia é algo a mais que as 5 forças de Porter !

Escola do DESIGN – A criadora da análise SWOT:
Tem como um de seus conceitos chave a análise de pontos fortes, fracos, ameaças e oportunidades, conhecida pelo nome na língua inglesa de Swot analysis. Em sua versão mais simples, esta escola propõe um modelo de formulação que atinja uma adequação entre as capacidades internas e as oportunidades externas.

Escola do PLANEJAMENTO – A criadora de expressão “Planejamento Estratégico”:
Originou-se quase que simultaneamente a escola do design e teve entre seus principais nomes Igor Ansoff, com seu livro Corporate Strategy (1965), para esta escola, o processo de formulação da estratégia, que deveria seguir regras claras e definidas, muitas vezes era tão importante quanto à própria estratégia.

Escola do POSICIONAMENTO – Estratégia é ESCOLHA:
Data do início dos anos oitenta e está entre uma das mais influentes entre todas as escolas, sua origem vem da economia e tem na figura de Michael Porter o seu principal expoente, esta escola inaugura um conceito novo que é a prescrição de estratégias, ou seja, diferentemente das anteriores que enfatizavam o processo e que as estratégias deveriam ser únicas dependendo do contexto, para esta escola, as escolhas estratégicas são limitadas e estão dadas, bastando para isso apenas identificar as condições vigentes e escolher a mais adequada.

Escola EMPREENDEDORA – A precursora do Oceano Azul
Também tem suas origens na economia, sobretudo no autor austríaco Joseph Schumpeter, esta escola enfatiza o papel do líder empreendedor que desenvolve a visão estratégica de forma semiconsciente e intuitiva. Desdobramentos recentes dessa escola têm assumido importância significativa com a publicação do livro A Estratégia do Oceano Azul, por Chan Kim e Renne Mauborgne (2005). Nesse livro os autores se posicionam radicalmente contra as proposições da escola de posicionamento e lançam o conceito de inovação de valor, quem quiser saber mais sobre essa abordagem veja a entrevista com Chan Kim, aqui mesmo no blog.
Outro ponto importante sobre essa escola é a crença de que as capacidades internas da organização não devem ser restritoras para a estratégia a ser adotada, bastante diferente da adequação (em inglês FIT) proposto inicialmente pela escola do design.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *