Balanced Scorecard e Aprendizagem Estratégica – Dissertação de Mestrado
abr./2008 Luís | Coisas da Nodal

Quero compartilhar agora minha dissertação de mestrado, o tema escolhido foi a relação entre o Balanced Scorecard e a Aprendizagem Estratégica, o título é:
O BALANCED SCORECARD COMO INSTRUMENTO DA APRENDIZAGEM ESTRATÉGICA, defendida na PUC-SP em Dezembro de 2006.

Ela está disponível no seguinte endereço na web:

http://www.sapientia.pucsp.br//tde_busca/arquivo.php?codArquivo=4228

O objetivo geral desta pesquisa foi verificar se implantação do balanced scorecard favorece a ocorrência da aprendizagem estratégica. As causas que motivaram o estudo foram a relevância da aprendizagem estratégica para a sobrevivência das empresas e a crescente adoção do balanced scorecard por empresas dentro e fora do Brasil.

A metodologia utilizada foi a revisão bibliográfica; construção e teste da hipótese, através de sondagem com empresas que implementaram a prática de gestão, e estudo de casos com duas empresas.

Os resultados da sondagem mostraram forte contribuição do balanced scorecard para a aprendizagem estratégica, mas uma contribuição ambígua na ocorrência de estratégias emergentes.

Os estudos de caso aumentaram a compreensão sobre o que ocorre com a abertura a emersão de novas estratégias, uma vez que a hipótese inicial de que o balanced scorecard tornaria a estratégia “rígida”, mas houve indícios que o balanced scorecard interfira negativamente em uma etapa anterior, no momento em que as possíveis estratégias emergentes são avaliadas pelos proponentes.

Como uma consideração final, conclui-se que a implantação do balanced scorecard pode simultaneamente favorecer e desfavorecer a ocorrência da aprendizagem estratégica, conclusão difícil para um consultor de implementação de balanced scorecard, mas a verdade acima de tudo.
Caso você tenha se interessado pelo assunto, segue o índice da dissertação, com os principais pontos tratados:

INTRODUÇÃO 14


CAPÍTULO 1 – REVISÃO DA LITERATURA 22
1.1 – Aprendizagem e Aprendizagem Organizacional 22
1.2 – Estratégia 24
1.3 – Aprendizagem Estratégica 29
1.3.1 – Como Ocorre a Aprendizagem Estratégica 33
1.3.2 – O que Favorece a Ocorrência da Aprendizagem Estratégica 41
1.3.2.1 – Estratégias Emergentes 43
1.3.2.2 – Criação de Sentido (Sensemaking) 45
1.4 – O Balanced Scorecard 48
1.4.1 – As Origens 48
1.4.2 – O Balanced Scorecard e Seus Componentes 51
1.4.3 – Os Cinco Princípios de uma Organização Orientada à Estratégia 57
1.4.4 – Outros Modelos de Gestão Similares ao Balanced Scorecard 60
1.4.5 – Críticas ao Balanced Scorecard: Originalidade e Modismo 62

1.5 – Pontos de Convergência Entre os Conceitos 64
1.5.1 – Balanced scorecard e o Fator Criação de Sentido 65
1.5.1.1 – A Construção de Mapas Estratégicos e a Construção de Sentido 65
1.5.1.2 – Oportunidade de Reflexão sobre a Estratégia 66
1.5.2 – O Balanced Scorecard e a Ocorrência de Estratégias Emergentes 67
1.5.2.1 – Aumento do conhecimento sobre a estratégia 68
1.5.2.2 – A Criação Contínua da Estratégia 68
1.5.3 – Balanced Scorecard e Aprendizagem Estratégica na Visão de Kaplan e Norton 70
1.5.4 – Modelo Teórico 72

CAPÍTULO 2 – DAS HIPÓTESES ÀS ANÁLISES DA SONDAGEM 73

2.1 – Hipótese 73
2.2 – Sondagem 74
2.2.1 – A Coleta de Dados 76
2.2.2 – O Questionário 76
2.2.3 – A Amostra 77
2.3 – Análise dos Resultados da Pesquisa 82
2.3.1 – Análise do Comportamento dos Fatores Antes e Após a Implementação do Balanced Scorecard 82
2.3.2 – O Papel Causal do balanced scorecard na Mudança de Intensidade dos Fatores 94
2.3.3 – Conclusões Prévias da Sondagem 97

CAPÍTULO 3 – ESTUDOS DE CASOS COMPARATIVOS 99

3.1 – Estudo de Caso 1
3.1.1 – Histórico da Implementação do Balanced Scorecard 103
3.1.2 – Análise das Entrevistas e Outras Evidências 107
3.1.2.1 – Abertura ao Surgimento de Novas Estratégias 107
3.1.2.2 – Conhecimento da Estratégia 109
3.1.2.3 – Percepção de Sentido e Contribuições Individuais 110
3.1.2.4 – Monitoramento da Estratégia 111
3.1.2.5 – Consenso Entre os Líderes 113

3.2 – Estudo de Caso 2
3.2.1 – Histórico da Implementação do Balanced Scorecard 115
3.2.2 – Análise das Entrevistas e Outras Evidências 118
3.3 – Análise e Considerações Sobre os Estudos de Casos 122

CONSIDERAÇÕES FINAIS 124

BIBLIOGRAFIA 128

Um comentário a Balanced Scorecard e Aprendizagem Estratégica – Dissertação de Mestrado

  1. Bárbara Hartz disse:

    Caro Luís,

    Achei muito interessante as suas conclusões sobre o BSC. Quero conhecer melhor o trabalho, porque tenho observado o uso de tecnologias dessa geração, via o meu trabalho de comunicação, e também noto ambiguidades. Ou seja, quando há intersecção com áreas tipicamente humanas como as de produção intelectual, relacionamento, etc, há necessidade de uso (+) inteligente da tecnologia, ou seja, com um aprendizado específico e multidisciplinar.

    Acho que você deveria escrever um artigo sobre o tema.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *